Outras QuestõesQuestões sobre Licitações

Estimativa de Preço

Qual lei ou decreto regulamenta a estimativa de preço para aquisição de um certo bem por licitação pública, qual valor percentual pode ultrapassar esta estimativa?

 

A Lei Federal 8.666/93 exige, para instrução do processo licitatório, pesquisa de mercado para se estabelecer o “quanto” que a Administração pretende reservar para desembolso. Essa determinação é tácita em razão dos seguintes dispositivos:

Art. 38 – O procedimento da licitação será iniciado com a abertura de processo administrativo, devidamente autuado, protocolado e numerado, contendo a autorização respectiva, a indicação sucinta de seu objeto e do recurso próprio para a despesa, e ao qual serão juntados oportunamente:

A Administração somente poderá reservar o “recurso próprio para a despesa” se houver estabelecido pesquisa prévia de mercado a fim de verificar os preços praticados.

Art. 23 – As modalidades de licitação a que se referem os incisos I a III do artigo anterior serão determinadas em função dos seguintes limites, tendo em vista o valor estimado da contratação:”

“III – garantia, nas mesmas modalidades e critérios previstos no “caput” e § 1º do art. 56 desta Lei, limitada a 1% (um por cento) do valor estimado do objeto da contratação;”

Pode-se verificar que a Lei define o “valor estimado da contratação” para que a Administração possa executar atos licitatórios. Logicamente, o valor estimado é obtido através de pesquisa de mercado.

Na modalidade Pregão, o Decreto 3.555/00, assim determinou:

Art. 8º A fase preparatória do pregão observará as seguintes regras:

II – o termo de referência é o documento que deverá conter elementos capazes de propiciar a avaliação do custo pela Administração, diante de orçamento detalhado, considerando os preços praticados no mercado, a definição dos métodos, a estratégia de suprimento e o prazo de execução do contrato;”

Quanto à porcentagem que a Administração poderá admitir para mais ou para menos, a lei foi silente, não havendo qualquer determinação ou parâmetro para balizar o julgamento da proposta comercial.

Entretanto, a Administração poderá estabelecer o preço máximo, como parâmetro limitador da proposta de preços (Lei 8.666/93):

Art. 40 – …

(…)

X – o critério de aceitabilidade dos preços unitário e global, conforme o caso, permitida a fixação de preços máximos e vedados a fixação de preços mínimos, critérios estatísticos ou faixas de variação em relação a preços de referência, ressalvado o disposto nos parágrafos 1º e 2º do art. 48. (Redação dada pela Lei nº 9.648, de 27 de maio de 1998).

(Colaborou Ariosto Mila Peixoto, advogado especializado em licitações públicas e contratos administrativos).

*Alguns esclarecimentos foram prestados durante a vigência de determinada legislação e podem tornar-se defasados, em virtude de nova legislação que venha a modificar a anterior, utilizada como fundamento da consulta.

Related posts
Outras QuestõesQuestões sobre Licitações

Decisão sobre inexequibilidade do preço ofertado

No pregão eletrônico para aquisição de peças e serviços de manutenção de veículos, como…
Read more
HabilitaçãoQuestões sobre Licitações

Licitações: Nota fiscal emitida incorretamente pelo Contratado

Uma licitação para registro de preços foi realizada para prestação de serviço, porém a…
Read more
HabilitaçãoQuestões sobre Licitações

Balanço do livro Diário registrado na junta comercial

A empresa pode ser inabilitada por usar balanço do livro Diário registrado na junta comercial…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *