Notícias

Natal apresenta hoje nova proposta por estádio da Copa-2014

Cidade-sede mais ameaçada de corte da Copa de 2014, Natal apresentará ao COL (Comitê Organizador Local) uma nova proposta de parceria público-privada (PPP) para a construção da Arena das Dunas.

 

 

A reunião, que ocorrerá no Rio e terá a presença dos principais políticos do Rio Grande do Norte, será crucial para a manutenção da cidade no Mundial brasileiro. Temendo um desgaste político junto à Fifa e a indesejável substituição de Natal por uma outra sede, o COL ainda não manifestou publicamente a possibilidade de corte. O comitê aguarda hoje uma solução definitiva para a construção da Arena das Dunas. O COL espera que Natal inicie as obras no máximo no começo de maio de 2011.

O prazo já é apertado, uma vez que o processo de nova licitação levaria mais um mês e meio e a demolição do Machadão, que dará lugar à Arena das Dunas, tomaria no mínimo mais um mês e meio.

A nova modelagem de licitação do estádio, que será apresentada hoje pela delegação potiguar ao COL, promete ser mais atrativa para o investidor. Na abertura dos envelopes do último processo licitatório, nenhuma empresa se mostrou disposta a bancar os R$ 420 milhões necessários para a construção do empreendimento. Na análise de Fernando Fernandes, secretário extraordinário da Copa no Rio Grade do Norte, a “deserção” na licitação se deveu a dois fatores. Primeiro, o fundo garantidor do antigo contrato não tinha liquidez pois estava lastreado em imóveis pertencentes ao Estado.

“O BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, que financia as obras nos estádios da Copa] nos aconselhou a montar parte do fundo com moeda”, declarou Fernandes. Sendo assim, o fundo deve ter entre R$ 40 milhões e R$ 60 milhões lastreados em moeda para garantir liquidez. Segundo, o prazo de pagamento do Estado para a empresa que assumir as obras era considerado longo: 30 anos. Em outras PPPs de arenas da Copa, o Estado quita o pagamento assim que a empresa encerra a obra.

“Queremos encurtar o prazo de pagamento do investimento”, afirmou Fernandes. A prefeita de Natal, Micarla de Sousa (PV), que estará na reunião hoje, mostra-se otimista com o novo contrato que será apresentado. “Após a deserção, muitas empresas nacionais e estrangeiras nos procuraram interessadas em construir o estádio”, disse.

 

Por: MARIANA BASTOS | Natal
(Fonte: Folha de SP Online)

Related posts
Notícias

Justiça manda bloquear bens do senador Nelsinho Trad por suspeita de fraude quando era prefeito

Ele e outras pessoas e empresas respondem por improbidade administrativa em licitação para…
Read more
Notícias

Fase da licitação principal do leilão do 5G atinge 196 milhões de euros

Valor total das propostas dos operadores supera o preço base de referência (195,9 milhões) para…
Read more
Notícias

Licitações nas regiões Sudeste, Sul e Nordeste inauguram oportunidades de negócios para o setor fotovoltaico

Nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste, prestadores de serviço e fornecedores contam com…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *