Notícias

Por pandemia, licitação da Senador A. Fontana teve mudanças de prazos

Intenção da prefeitura é dar início à obra ainda neste ano

O desejo da administração municipal de Concórdia em dar agilidade para encontrar uma solução para o problema da obra da revitalização da rua Senador Attilio Fontana foi parcialmente frustrado por conta da pandemia do coronavírus. O processo licitatório sofrerá um atraso de praticamente dois meses. O encerramento dele está agendado para o fim de maio.

Conforme o assessor de planejamento da prefeitura, Daniel Faganello, a abertura do certame ficou para o dia 25 do próximo mês, dois meses depois do previsto. A licitação havia sido lançada em 28 de fevereiro, com expectativa de duração para 30 dias, ou seja, até o final de março. Com essa mudança de data, as empresas interessadas ainda podem participar do certame.

Isso ocorre porque os prazos licitatórios foram suspensos devido ao decreto estadual que limitava o acesso às repartições públicas. Dessa forma, conforme Faganello, não havia como dar continuidade com os processos em aberto. Assim que foi permitido o retorno, a diretoria de compras do município republicou o edital com os prazos atualizados.

O processo licitatório passou por algumas alterações entre o fim do ano passado e o início desde em função dos resultados esvaziados que o certame vinha tendo. Com as alterações realizadas, agora a administração acredita que o processo terá empresas interessadas. Conforme Faganello, o desejo da prefeitura é que a obra inicie ainda neste ano.

O novo valor da obra é de R$ 13.565.680,35. O trecho faltante da obra compreende a rótula da BRF até a empresa Casa das Calhas (veja abaixo), com a terceira pista e a contenção do lado direito (de quem sobe). A empresa vencedora deverá ter de 10 meses a um ano para a execução. Conforme o Departamento de Trânsito, em média 5 mil veículos circulam diariamente pela Senador Attílio Fontana.

A revitalização começou ainda em 2015. No entanto, não chegou ao fim. Apenas parte do trabalho foi feito, que compreende o trecho próximo ao acesso ao bairro dos Estados até pouco acima da BRF. A atual administração, assim que assumiu a gestão, analisou e alterou os valores, que passaram de R$ 5,5 milhões para R$ 14 milhões.

(Fonte: Rádio Rural)

Related posts
Notícias

Proposta prevê renúncia a sigilos em caso de dispensa de licitação na pandemia

“A Lei 13.979/20 dispensa a realização de licitação para aquisição de bens, serviços e…
Read more
Notícias

Operação contra fraudes em licitações cumpre mandados de busca e afastamento de função de prefeito de Jequié

Conforme a Polícia Federal da Bahia, no total, são 17 mandados de busca e seis medidas cautelares…
Read more
Notícias

Suspensa licitação de R$ 224,6 milhões do transporte coletivo de Campo Mourão

Os efeitos da medida perduram até que o Tribunal decida sobre o mérito do processo A…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *