Notícias

Governo fala sobre hotel contratado sem licitação

A Secretaria de Estado da Saúde contratou sem licitação hotel para abrigar profissionais lotados na pasta durante o combate ao novo coronavírus.

O contrato, com vigência de até 180 dias, pode ser de R$ 960 mil.

Questionado, o governo, através da Superintendência de Comunicação, emitiu a nota a seguir:

A contratação de um hotel para abrigar profissionais de saúde que venham ficar contaminados pelo Covid-19, ou que estejam com suspeitas precisando aguardar a confirmação, deu-se dentro de todas as regras da contratação pública emergencial, levando em conta os critérios técnicos necessários para o bom atendimento dessas pessoas que venham a ficar doentes no nobre exercício do trabalho de salvar vidas.

O valor do aluguel mensal é de R$ 160 mil, incluindo toda a infraestrutura de 65 apartamentos, recepção, segurança, manutenção, logística, tarifas, despesas com taxas e impostos, podendo ser usado por um período que pode variar de um a seis meses, a depender da necessidade.

Vale lembrar que essa é uma prática que está sendo implementada em todo o país e visa resguardar os profissionais de saúde contaminados com o coronavírus, bem como, seus familiares, pois esse profissionais poderão passar suas quarentenas em local apropriado e seguro.

Quando for usar o hotel serão R$ 160.000 mês dividido por 65 quartos, temos aí R$ 2.461,54 reais / mês por cada quarto.

Dividido por 30 dias do mês temos R$ 82,05 reais a diária.

(Fonte: NE Notícias)

Related posts
Notícias

Teresópolis abre licitação para o serviço de captura e guarda de animais soltos em vias públicas

A Prefeitura de Teresópolis marcou para o dia 28 de junho a concorrência pública 001/2021, para…
Read more
Notícias

Aberta licitação para construção de unidades de saúde em Dourados

Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) abriu licitação para a construção de…
Read more
Notícias

Cade condena seis empresas por formação de cartel em licitações públicas

Práticas anticompetitivas, como formação de cartel em licitações públicas, são passíveis…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *