Notícias

BC abre nova licitação internacional para comprar 326,6 milhões de moedas

Casa da Moeda perdeu a exclusividade para a fabricação de dinheiro e passaporte

O Banco Central abriu uma nova licitação internacional para a compra de moedas metálicas. Em 2018, a autoridade já havia lançado um certame semelhante, que chegou a ser alvo de contestação judicial por parte da Casa da Moeda, que apontava para os riscos de entregar a uma empresa estrangeira as especificações técnicas para a fabricação do dinheiro brasileiro.

O edital de pré-qualificação aberto agora prevê o fornecimento de 326,6 milhões de moedas de R$ 0,05, R$ 0,10, R$ 0,25, R$ 0,50 e R$ 1,00. A sessão pública para abertura dos envelopes está prevista para 16 de março e a pré-qualificação tem validade até o fim do ano. A estimativa é que as moedas sejam entregues entre outubro e dezembro.

A diretora de administração do BC, Carolina de Assis Barros, participa nesta quarta-feira de audiência pública no Senado, na comissão mista que trata do fim da exclusividade da Casa da Moeda na fabricação de dinheiro e passaporte. O fim dessa exclusividade foi estabelecido pela MP 902, editada em novembro do ano passado.

Segundo dados do BC, existem atualmente em circulação no Brasil 6,726 bilhões de cédulas de real. A mais comum é a de R$ 50,00, com 1,934 bilhão de unidades. Já o total de moedas chega a 27,115 bilhões, sendo que a mais popular é a de R$ 0,10, com 7,164 bilhões de unidades.

(Fonte: Valor Investe)

Related posts
Notícias

Veja como ficará praça inclusiva que será construída perto do lago municipal

A Prefeitura de Cascavel publicou nesta quarta-feira (05), no Diário Oficial do município, a…
Read more
Notícias

Empresa vence licitação para obra de R$ 25 milhões na MS-156

A empresa Engepar Engenharia e Participações venceu a licitação para obra de melhorias e…
Read more
Notícias

Justiça rejeita denúncia sobre participação de Felício em licitação fraudulenta no litoral sul de SP

A Justiça rejeitou uma acusação do Ministério Público que aponta irregularidades em…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *