HabilitaçãoOutras QuestõesQuestões sobre Licitações

RDC: Empresa não cumpriu com regularidade fiscal 2

Questionamento sobre o RDC: Empresa não cumpriu com regularidade fiscal

Sobre sua resposta, permita-me questionar o seguinte:

a) Conforme seus esclarecimentos, diante do contido no art. 28 da Lei do RDC não cabe a desclassificação e nem a inabilitação da empresa que não assinou o contrato, em razão de o processo já ter sido homologação e, consequentemente, estar encerrado.

b)Entretanto, conforme também lembrado em seu parecer acima, quando a empresa deixa de assinar o contrato, aplicar-se-á o disposto no artigo 40 do RDC, que é a convocação dos licitantes remanescentes.

Assim, como proceder à situação, já que (i) a empresa não pode ser desclassificada e nem inabilitação, em virtude de o processo já estar encerrado (segundo seu entendimento – art. 28 do RDC), e, ao mesmo tempo, (ii) os remanescentes podem ser convocados (art. 40 do RDC ) – situação essa mais viável para a Administração, ou seja, (iii) como chamar as empresas remanescentes sem poder desclassificar/inabilitar a empresa (1a. classificada) que não assinou o contrato?

Lembremos que esta situação não é nova. Se utilizarmos o artigo 64 da Lei 8.666/93 como comparativo, teremos o seguinte:

Art. 64. A Administração convocará regularmente o interessado para assinar o termo de contrato, aceitar ou retirar o instrumento equivalente, dentro do prazo e condições estabelecidos, sob pena de decair o direito à contratação, sem prejuízo das sanções previstas no art. 81 desta Lei.

(…)

§ 2o É facultado à Administração, quando o convocado não assinar o termo de contrato ou não aceitar ou retirar o instrumento equivalente no prazo e condições estabelecidos, convocar os licitantes remanescentes, na ordem de classificação, para fazê-lo em igual prazo e nas mesmas condições propostas pelo primeiro classificado, inclusive quanto aos preços atualizados de conformidade com o ato convocatório, ou revogar a licitação independentemente da cominação prevista no art. 81 desta Lei. (g.n.)

Portanto, o instituto não é novo. E, me parece, o artigo 40 do RDC criou a mesma figura:

Art. 40. É facultado à administração pública, quando o convocado não assinar o termo de contrato ou não aceitar ou retirar o instrumento equivalente no prazo e condições estabelecidos:

(…)

II – convocar os licitantes remanescentes, na ordem de classificação, para a celebração do contrato nas condições ofertadas pelo licitante vencedor. (g.n.)

A empresa – habilitada/classificada na licitação, portanto, detentora de expectativa de direito à contratação – convocada regularmente para assinar o contrato, decide não assinar o contrato ou queda-se silente à regular convocação, a renunciar àquele direito consubstanciado com a homologação do processo e a assumir todas as consequências previstas em lei, que advirão da recusa. Portanto, com a homologação consumam-se os efeitos da classificação/habilitação e nasce a expectativa de direito de assinar o contrato; todavia, após a regular convocação sucedida pela recusa à celebração do ajuste, extingue-se o direito ao contrato e, neste momento, não mais se cogita em classificação/habilitação.

Nesse diapasão, cito como exemplo o artigo 81 da Lei 8.666/93:

Art. 81. A recusa injustificada do adjudicatário em assinar o contrato, aceitar ou retirar o instrumento equivalente, dentro do prazo estabelecido pela Administração, caracteriza o descumprimento total da obrigação assumida, sujeitando-o às penalidades legalmente estabelecidas.

Portanto, o fato de a empresa ter sido habilitada/classificada na licitação é condição que se consuma com o ato de homologação. Após este ato, surgem outras figuras jurídicas com consequências e efeitos próprios dos atos subsequentes à homologação.

Publicado em 13 de abril de 2016
(Colaborou Dr. Ariosto Mila Peixoto, advogado especializado em licitações e contratos administrativos, no escritório AMP Advogados).

*Alguns esclarecimentos foram prestados durante a vigência de determinada legislação e podem tornar-se defasados, em virtude de nova legislação que venha a modificar a anterior, utilizada como fundamento da consulta

 

Related posts
Habilitação

Certidão de regularidade do ramo de atividade da empresa

Onde posso emitir certidão de regularidade específica do ramo de atividade da empresa? As…
Read more
Outras QuestõesQuestões sobre Licitações

Decisão sobre inexequibilidade do preço ofertado

No pregão eletrônico para aquisição de peças e serviços de manutenção de veículos, como…
Read more
HabilitaçãoQuestões sobre Licitações

Licitações: Nota fiscal emitida incorretamente pelo Contratado

Uma licitação para registro de preços foi realizada para prestação de serviço, porém a…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *