Notícias

Sem vagas no Centro, entidades do comércio cobram prefeitura sobre licitação

Diretoria da Acipi e CDL vão cobrar a administração municipal nesta semana sobre andamento do certame

A falta do estacionamento rotativo na região central de Piracicaba já preocupa os comerciantes do principal corredor comercial da cidade. Diante da demora na licitação de uma nova empresa para assumir a Zona Azul, a Acipi (Associação Comercial e Industrial de Piracicaba) e a CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) anunciaram que, nesta semana, vão cobrar oficialmente a administração municipal.

O presidente da CDL, Reinaldo Pousa, informou que solicitou uma reunião com a Semuttran (Secretaria de Mobilidade, Trânsito e Transporte)para buscar informações sobre o processo. A Acipi informou ontem (20), que vai protocolar nesta terça-feira (21), um novo ofício solicitando um posicionamento sobre os trâmites para a licitação da empresa que deverá assumir os serviços do estacionamento rotativo.

“A intenção da Acipi em saber sobre o status desse processo é manter a completa transparência para informar as empresas do comércio, indústria e serviços, que fazem parte do quadro associativo da entidade, diante da importância e interesse público deste assunto”, informou em nota, acrescentando que está preocupada com atual situação, diante das diversas reclamações recebidas.

A CDL divulgou um comunicado aos lojistas solicitando a conscientização dos comerciantes e colaboradores para que não usem as vagas de estacionamento para que elas fiquem disponíveis aos consumidores. “Tomamos conhecimento de que muitos consumidores não conseguem estacionar nas vagas destinadas à Zona Azul para efetuarem suas compras, pois as vagas estão sempre ocupadas, não havendo rotatividades”, traz um trecho do comunicado assinado pelo presidente da CDL, Reinaldo Pousa.

Segundo ele, os lojistas aguardam o posicionamento da Semuttran, que foi questionada sobre o processo de contratação de uma nova empresa para explorar o estacionamento rotativo no Centro.

“Por isso estamos solicitando aos lojistas para que não ocupem a vaga do seu cliente, estamos soltando o comunicado a todo as lojas, por causa dessa demora e pela prefeitura não finaliza a questão da Zona Azul”, afirmou acrescentando que a partir das 8h30 não é possível encontrar vaga para estacionar.

A prefeitura foi questionada sobre o andamento da licitação para o serviço. Segundo a administração, a Semuttran ainda estuda a redução do prazo de concessão de dez para cinco anos.

(Fonte: Jornal de Piracicaba)

Related posts
Notícias

Nova lei de licitações é tema de curso para servidores municipais de Toledo

A Lei nº 14.133/2021, conhecida como a “nova lei de licitações”, é o tema do curso em que…
Read more
Notícias

Prefeitura reúne empreiteiras para estimular participação em licitações

O secretário interino da Cidade, Eduardo Sperotto, apresentou, durante a reunião, o panorama atual…
Read more
Notícias

Sobrepreço em licitação para compra de mesas e cadeiras escolares é tema de audiência pública

Comissão de Educação ouvirá presidente do FNDE e secretário do TCU A Comissão de Educação da…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *