Notícias

Prefeitura anuncia medidas contra buzinaços de caminhões e lentidão nas operações do porto de Itajaí

Após seguidas reclamações de filas, tranqueira e buzinaços dos caminhões que esperam pra entrar no porto de Itajaí, a prefeitura anunciou medidas emergenciais pra agilizar o atendimento dos caminhoneiros e as operações internas no cais peixeiro. As ações foram discutidas em reunião na quarta-feira, em conjunto com a superintendência do porto de Itajaí (SPI), APM Terminals e representantes de caminhoneiros e portuários.

Nova reunião amanhã, no gabinete do prefeito Volnei Morastoni, vai seguir analisando o caso. O que já ficou encaminhado de imediato foram medidas pra garantir o sossego da vizinhança do porto. Nas últimas semanas, moradores denunciaram buzinaços em plena madrugada de caminhoeiros indignados com a demora pra entrar no cais da APM. A fila tem se estendido do porto até a Barra do Rio.

Será feita a contratação imediata de 35 motoristas pela APM, externos do órgão Gestor de Mão de Obras (Ogmo), com o aval dos representantes da mão de obra e dos sindicatos portuários. A ideia é dar rapidez na movimentação interna do porto. A APM ainda diz que vai importar da Alemanha a peça para reparo de um guindaste que garante maior agilidade nas operações dos navios. A previsão é que o equipamento comece a ser usado na primeira quinzena de dezembro.

A reunião definiu uma revisão nas emissões de senhas para adequar a capacidade operacional da APM com a demanda, reduzindo a fila de caminhões nas ruas. A Codetran criticava a empresa por chamar cem caminhões, mesmo com capacidade de atender só 30 por hora. Os serviços de guincho também deverão ser melhorados pra atender os caminhões após entrarem na área interna do terminal.

Está prevista a implantação do “sistema carrossel”. Pelo novo esquema logístico, todos os caminhões entrarão apenas pelo portão 01 e sairão pelo portão 2, diminuindo os conflitos. O início do sistema ainda depende de licitação agendada para 9 de dezembro e da liberação final por parte da receita Federal, segundo ressaltou a prefeitura.

No entorno do terminal, o município promete intensificar as rondas da guarda Municipal e dos agentes da Codetran pra conscientizar os caminhoneiros a não fazerem “buzinaços”. As ações serão educativas e ninguém será multado.

Motivos da lentidão

A superintendência do porto esclareceu que a lentidão na logística portuária está ligada ao aumento expressivo na movimentação de contêineres nas últimas semanas, aliada ao afastamento de trabalhadores infectados por covid-19 e a um guindaste quebrado da APM. Segundo a autoridade portuária, muitos motoristas também chegam adiantados em relação ao horário do agendamento, provocando aumento das filas nas ruas de acesso ao porto.

“O município de Itajaí e a superintendência do porto de Itajaí ressaltam que apesar das dificuldades decorrentes da pandemia, o porto de Itajaí vive um momento pleno e intenso em sua movimentação”, argumenta a prefeitura em nota, destacando a importância do porto pra economia da cidade.

“A prioridade máxima agora é minimizar, em curto espaço de tempo, os impactos negativos da atividade para a população”, completa.

(Fonte: Diarinho)

Related posts
Notícias

SED-MS abre licitação para reforma de escola em Maracaju

Propostas serão abertas em 5 de fevereiro A SED-MS (Secretaria de Estado de Educação de Mato…
Read more
Notícias

Onze empresas são contratadas em licitação que solicitou televisores, home theater, caixas de som e outros aparelhos

A Prefeitura Municipal de Cascavel tornou pública a contratação de onze empresas que fornecerão…
Read more
Notícias

Nenhuma empresa se interessa por licitação do Aquário do Pantanal e processo é declarada como deserto

Nova licitação deve ser aberta ainda nesta semana. De acordo com Agesul, ainda não é possível…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *