Notícias

PCGO e MPGO desarticulam grupo especializado em fraudar licitações para medicamentos

A Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) e o Ministério Público de Formosa (GO) cumpriram, nesse domingo (12/9), sete mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão temporária de empresários e empresas distribuidoras de medicamentos no Valparaíso, em Luziânia e em Brazlândia.

A investigação desenvolvida pelo MP nos últimos seis meses identificou o desvio de R$ 2 milhões dos cofres públicos do município de Formosa entre 2020 e 2021 na aquisição de medicamentos, com dispensa de licitações. Quatro empresas estão sendo investigadas na operação.

Segundo o MP, as empresas utilizam nome de “laranjas” e fraudam as licitações para o fornecimento de medicamentos a preços superfaturados. Foram identificados mais de 200% de superfaturamento em determinados produtos adquiridos pelo Fundo Municipal de Saúde.

Os envolvidos no esquema criminoso apresentavam ao Fundo Municipal orçamentos falsificados com preços acima dos praticados no mercado. A aquisição de tais medicamentos era previamente determinada pelo Poder Judiciário para atender pacientes de Formosa que não obtiveram os remédios na Secretaria de Saúde municipal.

Em caso de condenação, os investigados estão sujeitos a uma pena de reclusão de 6 a 20 anos. A investigação continua para identificar outros envolvidos.

(Fonte: Metrópole)

Related posts
Notícias

TJ dispensa licitação para comprar R$ 124 mil em tapetes

Compras – Sem licitação, o TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) vai gastar R$…
Read more
Notícias

Agepar aprova edital de licitação dos pátios de veículos

O Conselho Diretor da Agepar (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná)…
Read more
Notícias

Divisão de Licitação da Prefeitura é destaque após atingir resultados positivos divulgados pela BLL com economia de quase R$ 6 milhões aos cofres públicos

Uma excelente notícia chegou ao prefeito Luis Henrique Moreira na quarta-feira, dia 22 de setembro…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *