Notícias

Gilmar manda ação contra Baldy para a Justiça Eleitoral

Depois de soltar Alexandre Baldy e suspender o processo contra ele na Lava Jato, Gilmar Mendes agora determinou que o caso deve ir para a Justiça Eleitoral de Goiás.

Caberá ao juiz eleitoral que receber o caso avaliar se mantém ou anula as provas colhidas em agosto, quando foi preso — ele é suspeito de receber ao menos R$ 2,6 milhões em propinas.

“Vislumbro constrangimento ilegal manifesto, a justificar excepcional concessão da ordem”, escreveu Gilmar Mendes na decisão.

Baldy — que retornou no início do mês à Secretaria de Transportes no governo João Doria, em São Paulo — foi acusado de receber propina em três esquemas.

Em 2014, ele teria recebido R$ 500 mil para liberar pagamentos atrasados do governo de Goiás a uma organização social que geria o Hospital de Urgência da Região Sudoeste.

Entre 2015 e 2018, segundo o MPF, recebeu R$ 960,4 mil para direcionar à empresa Vertude licitação da Junta Comercial de Goiás. A empresa ainda teria pago a ele R$ 1,1 milhão, entre 2016 e 2018, para ganhar um contrato na Fiocruz.

Fonte: O Antagonista

Related posts
Notícias

Bayeux tem 90 dias para fazer nova licitação de coleta do lixo

A 1ª Câmara do Tribunal de Contas da Paraíba determinou, nessa quinta-feira A 1ª Câmara do…
Read more
Notícias

Concursos DF: FCC proibida de fazer provas por dispensa de licitação

A banca Fundação Carlos Chagas (FCC), uma das maiores organizadoras do país, está proibida de…
Read more
Notícias

No Egito, Gasc compra 175 mil toneladas de trigo russo em licitação

Londres, 27 – A agência estatal de grãos do Egito, conhecida como Gasc, comprou 175 mil…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *