Notícias

E-mail de Paulo Preto cita ”ingratos e incompetentes”

Em mensagem a tucanos, ex-diretor da Dersa critica tratamento recebido na campanha.

Mensagem atribuída ao ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza e enviada por e-mail a dirigentes tucanos classifica de “ingratos” e “incompetentes” integrantes do governo estadual e os envolvidos na eleição deste ano. “De uma hora para outra, com a força de ambições e covardias, vi minha vida profissional de mais de 40 anos ser apresentada ao País de forma distorcida e mentirosa. Não guardo rancor, nem mágoas. Tenho a indignação dos que se sentem injustiçados”, diz a mensagem, cujo título é “Esclarecimentos”.

 

Souza, conhecido por Paulo Preto, tornou-se um personagem da disputa presidencial de 2010. Responsável por uma das maiores vitrines do PSDB em São Paulo, o Rodoanel, orçado em R$ 5 bilhões, o engenheiro foi acusado pela revista IstoÉ de ter sumido com R$ 4 milhões, que teriam sido arrecadados em nome do partido.Diante do silêncio de tucanos a respeito das acusações, no decorrer da campanha, o ex-diretor da Dersa chegou a dar entrevista na qual ameaçou dirigentes do PSDB. Na ocasião, ele disse: “Não se larga um líder ferido na estrada a troco de nada”.

No e-mail, que classifica o período eleitoral de “festival de bobagens e inverdades”, estão descritos os nomes de tucanos que negaram a “acusação” dos R$ 4 milhões. São citados o ex-candidato à Presidência pelo PSDB, José Serra, o presidente nacional do partido, Sérgio Guerra, o presidente do PSDB municipal, José Henrique Reis Lobo, e o presidente do comitê financeiro da campanha, José Gregori.

No caso de Serra, é destacado que o tucano negou a versão numa “coletiva em Aparecida”. Em viagem à cidade paulista, o então candidato comentou as declarações em tom de ameaça de Souza e afirmou que as acusações contra ele eram “falsas” e “injustas”. Na mensagem também são citadas pessoas, jornalistas e políticos que o ex-diretor da Dersa processa por danos morais, como o vice-presidente-executivo do PSDB, Eduardo Jorge.

O texto também enumera mais de dez obras que tiveram o envolvimento de Souza. Segundo ele, “fatos positivos realizados sob minha coordenação”. “Infelizmente nosso País tem muito a melhorar com relação à forma como os seres humanos tomam atitudes sem escrúpulos com a verdade”, acrescenta. “Os empreendimentos acima ficaram no esquecimento e a desinformação da população brasileira foi fruto da conduta equivocada dos ingratos, ciumentos e incompetentes da área privada ou pública, candidatos ou não à cargos eletivos”, continua o texto. No final da mensagem, um aviso: “Serenamente, irei buscar as reparações para o mal que me imputaram nos fóruns competentes e não descansarei enquanto não condenar e punir àqueles que me caluniaram”.

PARA LEMBRAR

Alvo da Operação Castelo de Areia da Polícia Federal, o ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, é investigado por suposto desvio de R$ 4 milhões da campanha de José Serra – montante que teria arrecadado sem que nada tivesse chegado aos cofres do partido. Souza foi responsável pela construção do Trecho Sul do Rodoanel. Um dos consórcios da obra teria contratado empresa da mãe e do genro do ex-diretor. Souza também conduziu a licitação do Trecho Leste do Rodoanel. Ele e a Dersa negam irregularidades.

Por Julia Duailibi
(Fonte: O Estado de S.Paulo Online)

 

Related posts
Notícias

Licitação viabiliza estrutura da Rota Bioceânica no lado brasileiro

Paraguai já inaugurou quinta etapa das obras para o empreendimento a ser instalado na…
Read more
Notícias

Sessão Extra: Legislativo retoma licitação milionária para modernizar a TV Câmara

TV Câmara Passada a eleição para vereadores, a Câmara de Taubaté retomou a licitação que…
Read more
Notícias

Audiências públicas sobre novos contratos de pedágio devem começar em janeiro

Faltando praticamente um ano para o fim dos atuais contratos de pedágio do Anel de Integração, em…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *