LegislaçãoNotíciasProjetos de Leis

Decisão TCU: Acórdão 4788/2016 Primeira Câmara

(Representação, Relator Ministro Bruno Dantas) Licitação. Qualificação técnica. Certificação. Certificado de boas práticas de fabricação. Medicamento.

É ilegal a exigência do Certificado de Boas Práticas de Fabricação e Controle (CBPF) como requisito de habilitação técnica em procedimentos licitatórios para compra de insumos empregados nos serviços públicos de saúde, pois: a) inexiste previsão específica em lei para tal exigência, afrontando o art. 30, inciso IV, da Lei 8.666/1993, cuja interpretação deve ser restritiva; b) o CBPF não garante o cumprimento das obrigações assumidas pelo particular perante o Poder Público; e c) constitui exigência excessiva, uma vez que o efetivo registro de medicamentos pressupõe a adoção prévia, pelo fabricante, das boas práticas de fabricação.

Related posts
Notícias

Edital do leilão do 5G entra na mira de técnicos do TCU

O governo tenta convencer o Tribunal de Contas da União (TCU) de que as contrapartidas exigidas das…
Read more
Notícias

Empresas registram preços em pregão para fornecimento de materiais escolares ao Município e valores somam R$ 625.275,20

Na manhã desta sexta-feira, a Prefeitrua Municipal de Cascavel divulgou alguns extratos das atas de…
Read more
Notícias

Visando contratar empresa de controle das análises do Laboratório Municipal, Prefeitura abre pregão e pode pagar cerca de R$ 11,3 mil

Na manhã desta sexta-feira, a Prefeitura Municipal de Cascavel publicou um aviso de abertura de…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *