Notícias

Variação de preços de até 178% faz TCE suspender licitação de R$ 3,7 mi

Prefeitura de Itaporã lançou certame para contratação de serviços de locação de máquinas e caminhões

Foi suspensa pelo TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul) licitação feita pela Prefeitura de Itaporã no valor de R$ 3,7 milhões para locação de máquinas e caminhões. A sessão pública para recebimento das propostas ocorreu na terça-feira (7), mas a variação de até 178% nos orçamentos de referência e ausência de ampla pesquisa de preços motivou a decisão da Corte de Contas, publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (8).

Conforme a publicação, a Divisão de Contratações Públicas constatou diversas irregularidades no certame. A primeira delas foi a falta de pesquisa de mercado conforme determina a legislação, constando somente orçamentos oferecidos por três empresas.

Em seu relatório, a divisão avaliou que a pesquisa da forma como foi realizada “não espelhou com fidelidade os preços praticados no comércio, aparentando conter vícios que podem culminar em contratação com preços superiores aos de mercado, resultando em prejuízos ao erário”.

Também foram encontrados indícios de preços superestimados, com comparativo das cotações indicando variação até 178%. Conforme o relatório, de 13 itens pesquisados 6 apresentaram diferença de preço superior a 40% entre o maior e menor valor orçados, “deixando patente a fragilidade do procedimento para levantamento de preços”.

Mais falhas

Outro questionado apontado foi em relação à ausência de estudo técnico preliminar que demonstrasse a vantagem de locar máquinas ou invés da aquisição dos veículos. Por último, foi constatado também que não havia planilha detalhada dos custos da contratação.

Por isto, o conselheiro Jerson Domingos determinou a suspensão imediata do pregão 08/2019 e as justificativas e correções apontadas “considerando a existência de indícios de ilegalidades” e a “possibilidade de ocorrer lesão ao erário”. O prefeito recebeu prazo de cinco dias para se manifestar sobre a decisão.

(Fonte: Midia Max)

Related posts
Notícias

MP fez mais de 1500 denúncias de crime contra administração em SC em 2019

No Dia Internacional Contra a Corrupção, nesta segunda-feira (9), o Ministério Público de Santa…
Read more
Notícias

Violência doméstica: RN começa a usar 'botão do pânico' que alerta vítima e polícia sobre aproximação de agressor

Estado conta com 26 equipamentos para atender a demanda de Natal, Parnamirim e Mossoró e iniciou…
Read more
Notícias

Juiz absolve ex-prefeito de Catanduva acusado de improbidade administrativa

O juiz José Roberto Lopes Fernandes, da 1ª Vara Cível de Catanduva, no interior de São Paulo…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *