Notícias

UBERLÂNDIA FAZ LICITAÇÃO DE LOTES DO POLO TECNOLÓGICO

A prefeitura de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, divulgou, na última segunda-feira (20), edital de licitação para a venda de 15 dos 32 lotes que compõem o Polo Tecnológico Sul, localizado no bairro Gávea. Com a comercialização, a prefeitura espera arrecadar, no mínimo, R$ 7,5 milhões em até três anos. As áreas dos lotes do polo vão de 600 m² a 4.850 m². Os lotes custam a partir de R$ 209 mil à vista ou a partir de R$ 233 mil parcelados.

“O polo tecnológico é o primeiro loteamento público empresarial de Uberlândia. A área de aproximadamente 160 mil m² fica em uma região da cidade que tem shopping, academia, espaços de eventos e está a apenas 6 km do centro”, ressalta o secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo da cidade, Raphael Leles.

O prazo do processo licitatório já começa a contar a partir desta sexta-feira (24). Em um período de 40 dias, os interessados poderão fazer visitas técnicas programadas ao local. Já a abertura dos envelopes da licitação deverá ser realizada no dia 3 de março. Assim que essa primeira etapa for finalizada, será iniciada a segunda, com a comercialização dos demais lotes.

Incentivos – Cada um dos candidatos poderá concorrer a todos os lotes, porém, só será permitido efetuar uma compra, sendo que o critério para a comercialização é o maior valor ofertado. Além disso, para poder participar do processo de licitação, é preciso apresentar caução equivalente a 5% do valor mínimo que consta no edital para a respectiva área de interesse. Micro e pequenas empresas (MPEs) terão exclusividade em dois lotes.

Entre os incentivos oferecidos está o desconto de 40% em cima do valor usado como referência para o preço da negociação do lote. Contudo, quem adquirir o imóvel deverá investir na construção dentro de sua área o mesmo valor subsidiado.

Haverá, ainda, isenção do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e, por um período de dez anos a partir da construção, do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), com contrapartidas.

O pagamento dos lotes poderá ser feito em até 36 parcelas ou, no caso de o valor ser dado à vista, terá um desconto de 10% se o preço resultante não for menor do que o mínimo de referência.

“Vamos ter um adensamento de empresas de base tecnológica na cidade, que é a essência do polo, em uma área moderna, em um espaço apropriado para fortalecer o ecossistema de inovação do município. Aliados ao ambiente de negócios voltado para empresas de base tecnológica, estaremos mais fortes no cenário nacional, o que aumentará a nossa competitividade”, ressalta Raphael Leles.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo ressalta ainda que “o poder público, na visão da gestão do prefeito Odelmo Leão, preocupa-se com uma mentalidade facilitadora. O poder público está facilitando o fortalecimento do segmento. Estamos criando um projeto que vai gerar emprego, renda e receita para o município”, diz ele.

O polo – As obras de infraestrutura no Polo Tecnológico Sul deverão ser concluídas ainda no primeiro semestre deste ano. De acordo com Raphael Leles, as obras em andamento são relacionadas à terraplanagem, construção de rede pluvial, instalações elétricas já com rede subterrânea, sistema viário, entre outras.

(Fonte: Diário do Comércio)

Related posts
Notícias

Justiça acata denúncia do MPF e torna réus 2 ex-prefeitos de Irani

A Justiça Federal em Chapecó aceitou denúncia do Ministério Público Federal (MPF) em Santa…
Read more
Notícias

Operação contra corrupção afasta seis servidores e três secretários da Prefeitura de Edéia

Uma operação da Polícia Civil contra corrupção afastou três secretários e seis servidores da…
Read more
Notícias

Governo abre licitação para pavimentação da Estrada Morocó, em Sorriso

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), abriu…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *