Notícias

TCE-MT mantém suspensão de processo licitatório da Prefeitura de Cáceres

O Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) homologou, na sessão orinária do dia 11, Medida Cautelar que suspendeu o processo licitatório da Prefeitura Municipal de Cáceres para contratação de serviços de tecnologia da informação e comunicação, com instrumentos de gestão em saúde pública municipal.

Em seu voto, o relator do processo, conselheiro Luiz Carlos Pereira, ressaltou que ao analisar o edital a unidade técnica do TCE-MT verificou que houve deficiência da pesquisa de preço para a realização do certame. Em consulta ao Sistema Aplic, a equipe constatou que a pesquisa teve como fundamento apenas os orçamentos apresentados por três empresas do ramo.

De acordo comn o relator, além dos orçamentos de empresas do ramo, o responsável pelo orçamento deveria consultar os preços praticados pela própria administração pública. “A pesquisa de preços deficiente pode prejudicar a licitação, pois o preço referencial pode se tornar viciado ou superestimado”, argumentou.

Luiz Carlos Pereira ainda lembrou a Prefeitura de Cáceres que a Corte de Contas disponibiliza ao seu público externo o Sistema Radar Cidadão, que consolida os dados enviados ao Sistema Aplic e serve para auxiliar os orçamentistas na pesquisa de preço em licitações já homologadas pelos jurisdicionados.

O relator do processo deu prazo de 15 dias para que a prefeitura apresente defesa.

(Fonte: O Documento)

Related posts
Notícias

Prefeitura inicia licitação para executar obras no aeroporto de Sorriso

A prefeitura de Sorriso abriu procedimento licitatório para contratar a empresa que vai elaborar o…
Read more
Notícias

Juiz é afastado por suspeita de favorecimento à empresa em licitação do Porto Seco de Anápolis

TRF-1 impediu juiz Alaor Piacini de julgar a causa após comprovado que seu filho, Odasir Piacini…
Read more
Notícias

Com licitação concluída, obra para recuperar passarela começa na semana que vem

Garantia foi dada pelo secretário de Infraestrutura de Florianópolis, Valter Galina…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *