Notícias

Prefeitura diz já ter suspendido licitação de uniformes e que preço final pode diminuir

Sessão para recebimento de propostas seria realizada nesta segunda-feira (10)

A Prefeitura de Campo Grande emitiu nota informando que suspendeu por iniciativa própria, nesta segunda-feira (10), o pregão eletrônico n.º 091/2019 para compra de uniformes para a rede municipal de Campo Grande e ainda não foi notificada de decisão do TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul). Na sexta-feira (7), a Corte de Contas publicou em Diário Oficial decisão liminar para suspensão do certame após denúncia de três empresas.

Conforme informado pela prefeitura, por meio da assessoria de imprensa, a opção pela interrupção do processo foi porque não haveria tempo para analisar os pedidos de impugnação das empresas dentro do processo licitatório.

A administração municipal informou também que o valor estimado de R$ 44,8 milhões é baseado em pesquisa de mercado e representa o preço máximo a ser pago pelos produtos, podendo o resultado final ser inferior a esse conforme resultado do pregão. A compra deverá atender a demanda por dois anos.

Entre as causas das reclamações das empresas ao TCE está a exigência de malha que aumentaria em 86,39% os custos dos uniformes e difere de 98% do tecido produzido em território nacional. A prefeitura foi questionada sobre a escolha de tecido específico, mas não emitiu resposta sobre isso. Confira a íntegra da nota enviada pela administração municipal:

A Prefeitura de Campo Grande não foi notificada pelo Tribunal de Contas do Estado. A suspensão da licitação, publicada nesta segunda-feira, partiu de iniciativa da Prefeitura, por conta dos pedidos de impugnação das empresas. Agora, o processo será reencaminhado para a Secretaria de Educação, que decidirá se acata ou não as modificações solicitadas. A Prefeitura optou pela suspensão porque não haveria tempo para analisar os pedidos dentro do processo licitatório.

Esclarecemos que o valor mencionado para a aquisição de compra dos uniformas da Rede Municipal de Educação – REME, é um Valor Estimado (uma fase interna do processo licitatório), ou seja, é referente a uma pesquisa de mercado, modo ao qual a administração pública identifica os preços praticados no mercado no ramo do produto a ser adquirido. A licitação está prevista para o atendimento de dois anos consecutivos.

Nos preços da pesquisa, efetua uma média, chegando assim ao chamado “Valor Estimado” da contratação, este que se tornará o preço máximo (teto), que a administração se propõe a pagar. O valor real da licitação pode decair conforme a fase de lances do pregão, que ainda será realizado em evento programado futuramente.

(Fonte: Jornal MidiaMax)

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Publicado em 11 de junho de 2019.

Related posts
Notícias

Licitação escolherá banco para administrar folha do Ipassp

Segundo o Instituto de Previdência dos Servidores, o processo será aberto dia 23 de setembro O…
Read more
Notícias

Após denúncia, licitação para administrar frota municipal por meio de software é suspensa

Suspensão deve permanecer até pontos questionados serem resolvidos e Corte de Contas se manifestar…
Read more
Notícias

TCE suspende licitação da Sesp para locação de banheiros químicos da Operação Verão

Foi suspenso, por medida cautelar do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), o Pregão…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *