Notícias

Prefeitura de Campo Grande suspende licitações após decretos

Em publicação do Diogrande, prefeitura justifica que as suspensões levam em conta as medidas de contenção do coronavírus

Considerando o Decreto n. 14.192, que diz respeito as medidas de contenção do Covid-19, o novo coronavírus, a prefeitura de Campo Grande suspendeu seis licitações. Todas as licitações suspensas são referentes à serviços que exigem trabalho presencial.

Todas as licitações afetadas pela suspensão foram abertas em 2019. A decisão foi publicada no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande), nesta quarta-feira (24).

Na publicação, a Comissão de Credenciamento explica que o “recebimento de documentos, assim como, a realização de sessões de abertura de envelopes” está suspenso. As licitações com requisição da Semadur (Secretaria municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano) dizem respeito a alienações de imóveis, ou seja, transferências de bens, no bairro Vila Sobrinho e no loteamento Mata do Jacinto.

As requisitadas pela Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) são para contratação de serviço para instalação de uma nova cobertura para veículos oficiais da agência e execução de faixas elevadas e piso tátil.

Foi suspensa também uma licitação requisitada pela Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos). A licitação tem como objeto a conclusão de obras no Ceinf Serraville e ruas Agrinômia, Ubatuba e Walter Alves Ferreira, do bairro Noroeste.

(Fonte: Jornal Mídia Max)

Related posts
Notícias

Após suspensão, pregão de R$ 3,7 milhões para informática é liberado em Dourados

Prefeitura contratará empresa para implantar infraestrutura de conectividade Cinco meses após ser…
Read more
Notícias

Estado firma contrato de R$ 217,7 milhões para 2ª fase do VLT em Santos

Novo trecho ligará a Estação Conselheiro Nébias ao Valongo e deverá transportar até 35 mil…
Read more
Notícias

Terceirização ameaça emprego de 2 mil merendeiras do Distrito Federal

Responsáveis pela alimentação nas escolas públicas não sabem se continuarão empregadas caso o…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *