Notícias

MP cumpre mandados de busca e apreensão por fraudes em licitação em Limoeiro

Quatro empresas são alvo da investigação que está em fase inicial. Os contratos são na área de transporte, aluguel de veículos e construções

O Ministério Público Estadual, com apoio da Delegacia Municipal de Limoeiro do Norte, cumpriu mandados de busca e apreensão em endereços de quatro empresas no Município. A Operação Display combate fraudes em licitações de prefeituras cearenses. A autorização dos mandados foi da juíza Gerana Celly Dantas da Cunha, da 2ª Vara da comarca de Limoeiro do Norte. Nesta fase inicial, não são investigados agentes públicos.

A pedido do Ministério Público, o Poder Judiciário expediu sete mandados de busca e apreensão em residências e empresas em Limoeiro do Norte e Fortaleza, além de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

A investigação é do promotor da 1ª Promotoria de Justiça de Limoeiro do Norte, Gleydson Pereira, com apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco). Segundo o promotor, as empresas estão sendo investigadas por atuarem juntas para fraudar contratos com o poder público municipal. “As quatro participavam de licitação e só uma ganhava sempre. Isso levantou suspeita”, destacou.

Segundo o MPCE, os alvos eram imóveis de acusados de participar das fraudes, entre empresários e comparsas que atuam como “laranjas”. Há indícios de que, nos últimos três anos, o bando faturou mais de R$ 7 milhões em contratos com prefeituras.

Os contratos de uma das investigadas envolviam transporte escolar, aluguel de veículos para a Prefeitura da Cidade e até execução de obras públicas.

“Fizemos uma busca na sede das empresas, mas quase todas eram sedes fantasmas. Apenas uma delas, nós apreendemos mais de 40 documentos de veículos e outros documentos de licitações”, destacou, ao acrescentar que foram apreendidos computadores. Os equipamentos passarão por perícia.

No primeiro momento, a investigação não envolve órgãos públicos ou agentes da prefeitura. “É uma fase inicial”, reforçou.

O esquema, segundo o Ministério Público, agia em Limoeiro, mas tem contratos em pelos menos mais oito municípios, entre eles Jijoca de Jericoacoara e Quixeré.

(Fonte: Diário do Nordeste)

Related posts
Notícias

Prefeitura inicia licitação para executar obras no aeroporto de Sorriso

A prefeitura de Sorriso abriu procedimento licitatório para contratar a empresa que vai elaborar o…
Read more
Notícias

Juiz é afastado por suspeita de favorecimento à empresa em licitação do Porto Seco de Anápolis

TRF-1 impediu juiz Alaor Piacini de julgar a causa após comprovado que seu filho, Odasir Piacini…
Read more
Notícias

Com licitação concluída, obra para recuperar passarela começa na semana que vem

Garantia foi dada pelo secretário de Infraestrutura de Florianópolis, Valter Galina…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *