Notícias

MP cumpre mandados de busca e apreensão por fraudes em licitação em Limoeiro

Quatro empresas são alvo da investigação que está em fase inicial. Os contratos são na área de transporte, aluguel de veículos e construções

O Ministério Público Estadual, com apoio da Delegacia Municipal de Limoeiro do Norte, cumpriu mandados de busca e apreensão em endereços de quatro empresas no Município. A Operação Display combate fraudes em licitações de prefeituras cearenses. A autorização dos mandados foi da juíza Gerana Celly Dantas da Cunha, da 2ª Vara da comarca de Limoeiro do Norte. Nesta fase inicial, não são investigados agentes públicos.

A pedido do Ministério Público, o Poder Judiciário expediu sete mandados de busca e apreensão em residências e empresas em Limoeiro do Norte e Fortaleza, além de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

A investigação é do promotor da 1ª Promotoria de Justiça de Limoeiro do Norte, Gleydson Pereira, com apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco). Segundo o promotor, as empresas estão sendo investigadas por atuarem juntas para fraudar contratos com o poder público municipal. “As quatro participavam de licitação e só uma ganhava sempre. Isso levantou suspeita”, destacou.

Segundo o MPCE, os alvos eram imóveis de acusados de participar das fraudes, entre empresários e comparsas que atuam como “laranjas”. Há indícios de que, nos últimos três anos, o bando faturou mais de R$ 7 milhões em contratos com prefeituras.

Os contratos de uma das investigadas envolviam transporte escolar, aluguel de veículos para a Prefeitura da Cidade e até execução de obras públicas.

“Fizemos uma busca na sede das empresas, mas quase todas eram sedes fantasmas. Apenas uma delas, nós apreendemos mais de 40 documentos de veículos e outros documentos de licitações”, destacou, ao acrescentar que foram apreendidos computadores. Os equipamentos passarão por perícia.

No primeiro momento, a investigação não envolve órgãos públicos ou agentes da prefeitura. “É uma fase inicial”, reforçou.

O esquema, segundo o Ministério Público, agia em Limoeiro, mas tem contratos em pelos menos mais oito municípios, entre eles Jijoca de Jericoacoara e Quixeré.

(Fonte: Diário do Nordeste)

Related posts
Notícias

Câmara conclui votação de projeto que cria nova Lei de Licitações

Texto tramitava em regime de urgência desde março e agora segue para o Senado. Projeto estabelece…
Read more
Notícias

Amepi faz licitação para contratação de médico veterinário

Profissional irá trabalhar no castramóvel A Associação dos Municípios da Microrregião do…
Read more
Notícias

Vencedora da licitação para gerir consignados será conhecida dia 23

Sessão pública aconteceu na sexta-feira da semana passada Há quase três meses sem acessos aos…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *