Notícias

Governo Lula articula consórcios para o trem-bala

O governo articula com multinacionais e construtoras brasileiras consórcios para a disputa da licitação, segundo informa a reportagem de Dimmi Amora e Leila Coimbra.

 

 

A 12 dias do maior leilão dos oito anos de governo Lula, o de concessão do trem-bala ligando Campinas-São Paulo-Rio de Janeiro, o governo articula com multinacionais e construtoras brasileiras consórcios para a disputa da licitação, segundo informa a reportagem de Dimmi Amora e Leila Coimbra.

 

O objetivo do governo é que haja pelo menos dois grupos disputando o ativo, cujo investimento atinge R$ 33,1 bilhões. Mas o tempo é curto: a entrega das propostas está marcada para o próximo dia 29.

Mais de 15 empresas procuraram escritórios de advocacia e consultorias demonstrando interesse no leilão.

A Folha apurou, no entanto, que hoje apenas o consórcio liderado por empresas da Coreia do Sul está pronto para a disputa. Com isso, há o risco de que apenas ele apresente proposta, o que poderia levar a não haver redução na tarifa máxima, de R$ 199. Esse modelo repete em parte o que aconteceu no leilão da usina de Belo Monte, quando o governo agiu para garantir a concorrência.

 

Por: Dimmi Amora e Leila Coimbra | São Paulo

(Fonte: Folha Online)

Related posts
Notícias

Prefeitura de São José abre nova licitação do VLP da Linha Verde

Após o TCE (Tribunal de Contas do Estado) determinar a anulação do pregão que havia sido aberto…
Read more
Notícias

Licitação da Sesau para serviço de transplante cardíaco não tem interessados

Prefeitura quer ampliar procedimentos e reduzir fila de espera Credenciamento da Sesau (Secretaria…
Read more
Notícias

Abre na segunda-feira, 17, a licitação para garantir novos equipamentos a Unidades de Saúde de Santarém

Quatro UBS’s devem receber novos equipamentos e materiais em geral. As Unidades Básicas de…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *