Notícias

Governo do Amazonas contrata R$ 206,3 milhões sem licitação

Eleito com a promessa de inaugurar uma forma transparente de fazer política no Amazonas, em quase quatro meses, a gestão do governo Wilson Lima (PSC) já dispensou licitações milionárias.

Há exatos 115 dias no comando do Estado do Amazonas, a gestão do governador Wilson Lima (PSC) já acumula de R$ 206,5 milhões de compras por dispensas de licitações. A Dantas Transporte e Instalações Ltda. lidera os valores, com R$ 46,6 milhões.

Os dados são do Portal da Transparência do governo e mostram ainda que as dispensas representam 45,79% do total de adjudicações do Estado. A gestão do governador também realizou compras por meio de inexigibilidade de licitação que somam R$ 9,4 milhões. Os valores adjudicados e licitados por meio eletrônico somam R$ 226 milhões, até esta quarta-feira (24).

Entre as dispensas mais recentes realizadas pelo governo, está a que contratação da empresa Fast Copi Comércio de Materiais e Serviços de Construção ao custo de R$ 418 mil aos cofres do Estado. A portaria que declara a dispensa foi publicada no Diário Oficial do Estado no último dia 17 e, embora a empresa tenha entre suas denominações “Serviços de Construção”, irá prestar serviços de locação de equipamentos hospitalares de suporte à vida para atender as necessidades do Hospital Universitário Francisca Mendes (HUFM) pelo período de 90 dias.

Outra dispensa que chama atenção é a contratação da empresa NG Comércio e Serviço, por portaria publicada no último dia 3, para realizar obras de manutenção da “estrutura física do telhado e da subestação de energia do IML (Instituto Médico Legal), em decorrência de vazamentos e verificação de terminais elétricos mal dimensionados no quadro de distribuição, com o fim de evitar sinistros, bem como realizar uma melhor prestação do serviço público”, ao custo de R$ 15,6 mil. A publicação mostra, ainda, o quadro em que se o encontrava o IML.

Em 20 de março, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) contratou a empresa Inn Tecnologias Ltda. por dispensa de licitação ao custo de R$ 8 milhões para prestação de serviços de monitoramento e controle de acesso em escolas de rede estadual de ensino e às sedes administrativas da secretaria pelo prazo de 90 dias.

As recentes dispensas se somam às outras dispensas milionárias já reveladas pelo GRUPO DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (RDC). Um exemplo é a dispensa promovida pela própria Seduc para contratar a empresa Dantas Transporte e Instalações Ltda., ao custo de R$ 46,6 milhões, para prestar serviços de transporte escolar pelo período de 180 dias. Segundo a publicação, a contratação se destina tão somente a atender uma situação emergencial.

(Fonte: D24am)

Related posts
Notícias

A influência da Lei 13.655/2018 na revogação de licitações

A licitação preordena-se a distintas finalidades. Um de seus objetivos[1] clássicos é alcançar…
Read more
Notícias

Prefeitura abre licitação de R$ 3 milhões para iluminação de avenidas em Alta Floresta

A prefeitura de Alta Floresta abriu procedimento licitatório para contratar a empresa que vai…
Read more
Notícias

MP cumpre mandados de busca e apreensão por fraudes em licitação em Limoeiro

Quatro empresas são alvo da investigação que está em fase inicial. Os contratos são na área de…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *