Notícias

Governo de Minas promove compra de EPIs para profissionais da Saúde

Estado já repassou R$ 51,7 milhões para os municípios para a compra de álcool gel, luvas, toucas, máscaras e de kit de testagem

Indisponíveis no combate ao Coronavírus, equipamentos de proteção individual (EPIs) serão disponibilizados para profissionais de Saúde, que trabalham na linha de frente da pandemia. O Governo de Minas vem comprando esses materiais desde o início da pandemia, por meio de repasses financeiros, doações ou auxílio nas aquisições de EPIs para municípios e hospitais filantrópicos, através do programa Protege Minas.

Já foram repassados R$ 51,7 milhões para os municípios mineiros, para a compra de álcool gel, luvas, toucas, máscaras e de kit de testagem, além de outros R$ 50 milhões em doações de EPIs. Em julho, Minas recebeu ainda 5 milhões de EPIs, doados pelo Itaú Unibanco e repassados a mais de 200 cidades e 300 instituições mineiras.

O programa Protege MinMatas foi criado no início da pandemia, devido à dificuldade de compra desses equipamentos no mercado, e teve investimento de R$ 23 milhões. Diante da alta demanda, fornecedores cobravam preços elevados, que, somados às dificuldades de logística dos municípios de menor porte e distantes da capital, prejudicavam as aquisições desses insumos.

“Naquele momento, para itens que o Estado tinha pagado R$ 3,80, por exemplo, os municípios recebiam a oferta de R$ 6”, compara o subsecretário do Centro de Serviços Compartilhados da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Rodrigo Matias.

Fonte: Varginha Online

Related posts
Notícias

Lucro ou prejuízo? Cascavel gastou R$ 1,777 milhão com aluguel de radares e arrecadou R$ 5,790 milhões com multas

Nos últimos dias a CGN noticiou que Cascavel gasta até R$ 270 mil ao mês com o aluguel dos…
Read more
Notícias

Atuação do TCE gera economia aos cofres públicos de Moreilândia PE

O Tribunal de Contas na Prefeitura de Moreilândia, em Pernambuco, realizou uma análise de…
Read more
Notícias

Ex-diretores da Cia de Cambé devem restituir R$ 778,4 mil

A Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) determinou que a Companhia de…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *