Notícias

‘Assim que a Justiça encerrar o processo vamos lançar nova licitação do transporte público’, diz prefeito

Documento apresentado pela Starbus à Prefeitura de Santarém não comprova a compra de ônibus elétricos da China.

Em sua participação no programa Mesa Redonda, da 94 FM, na manhã desta quinta-feira (26), o prefeito de Santarém, no oeste do Pará, Nélio Aguiar (DEM) disse que o documento apresentado pela empresa Starbus ao município de Santarém no prazo estabelecido em acordo homologado pela Justiça não comprova a aquisição de ônibus elétricos da China. A Prefeitura espera que a Justiça encerre o processo que gerou o acordo para que uma nova licitação seja lançada.

“Nós não podemos fazer outra licitação do transporte público enquanto a Justiça não encerrar o processo em que a Monte Cristo demandou o município e que gerou o acordo. O município e o Ministério Público deram um voto de confiança a empresa, mas nós amarramos um prazo de 30 dias para comprovação da compra dos ônibus, o que não aconteceu. A documentação apresentada não nos dá garantia real de aquisição dos veículos”, disse Nélio Aguiar.

O prefeito lembrou que a empresa vencedora da licitação do transporte público fez dois pedidos de prazo antes de entrar na Justiça contra a Prefeitura, mas os prazos foram negados porque a Resende Batista (Monte Cristo) não havia demonstrado condições de entregar o objeto do contrato.

“Quando nós fomos demandados pela Monte Cristo que apresentou na Justiça um novo sócio que é proprietário da empresa Starbus e surgiu a proposta de compra de ônibus elétricos da China, nós ficamos com o pé atrás, mas como no processo o que analisa são papéis e a situação documental da empresa estava certinha, demos mais um voto de confiança. Mas, infelizmente a empresa não cumpriu o prometido e nós não ficamos ficar esperando se passar mais cinco, seis meses para ver se os ônibus vêm ou não”, ressaltou o prefeito.

O judiciário está em recesso de fim de ano e só retoma suas atividades em 7 de janeiro de 2020. Segundo Nélio Aguiar, logo após o recesso a Prefeitura vai pedir ao juiz da 6ª Vara Cível da Comarca de Santarém que encerre o processo por descumprimento do acordo, para que o município possa fazer nova licitação do transporte público.

(Fonte: G1 – Santarém e Região)

Related posts
Notícias

Frical promete ônibus de graça e nova licitação no transporte coletivo em Várzea Grande

Candidato a prefeito de Várzea Grande, o empresário Flávio Frical (PSB) disse que vai implantar…
Read more
Notícias

Lençóis Paulista: TJ condena quatro por contrato sem licitação

Ex-prefeita e ex-diretor terão de pagar multa civil; pena para empresa e empresária é proibição…
Read more
Notícias

Ministério Público de Contas pede anulação da licitação do Aeroporto de Chapecó

Parecer de 45 páginas cita possível acesso a informações privilegiadas no certame por parte da…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *