Notícias

Adiada licitação para contratação de empresa para operar câmeras de trânsito em Juiz de Fora

Abertura de concorrência seria nesta quinta (12) e agora foi suspensa por tempo indeterminado. G1 entrou em contato com a Prefeitura.
Por G1 Zona da Mata

A licitação para contratação de empresa para operar as câmeras de trânsito em Juiz de Fora foi adiada por tempo indeterminado. O aviso da Comissão Permanente de Licitação (CPL) foi publicado no Diário Oficial do Município desta quarta-feira (11).

A concorrência estava inicialmente prevista para esta quinta-feira (12). Segundo a CPL informou ao G1, “o referido processo licitatório foi adiado para análise da necessidade de ajustes no edital”.

Monitoramento do trânsito
O aviso da licitação foi publicado em 9 de agosto. O objetivo é contratar uma empresa especializada em fiscalização de trânsito que opere 15 pontos.

Confira os endereços. Em negrito, os três novos equipamentos a serem instalados:

Av. Rio Branco com Av. Brasil (Margem Esquerda);
Av. Rio Branco com Av. Francisco Bernardino;
Av. Rio Branco com Av. Getúlio Vargas;
Av. Rio Branco com Rua Floriano Peixoto;
Av. Rio Branco com Rua Santa Rita;
Av. Rio Branco com Av. Pres. Itamar Franco;
Av. Rio Branco com Rua Doutor Romualdo;
Av. Rio Branco com A. Dr. José Procópio Teixeira;
Av. Pres. Itamar Franco com Rua Padre Café;
Av. Pres. Itamar Franco – Praça Antônio Carlos;
Av. Getúlio Vargas com Rua Floriano Peixoto;
Rua Santo Antônio com Rua Halfeld;
Av. Francisco Bernardino com Rua Marechal Deodoro;
Av. Francisco Bernardino com Rua Benjamin Constant;
Av. Brasil (Margem Direita) com Rua Benjamin Constant.

De acordo com o edital, as propostas serão classificadas a partir do menor preço no valor global. Os valores estimados como referência no documento são:

valor unitário estimado: R$ 2.724,50;
custo mensal estimado: R$ 40.867,50;
custo estimado para 24 meses de contrato: R$ 980.820,00.
O edital informa que, em até 30 dias corridos após a divulgação do resultado, a empresa classificada em primeiro lugar deverá instalar os equipamentos para os testes de avaliação, quando será verificado se o serviço atende às exigências mínimas.

Os testes serão realizados em um dos 12 pontos definidos no edital, onde já ocorre o monitoramento, durante uma semana.

Após a assinatura do contrato, que terá dois anos de vigência, a empresa terá até 60 dias para colocar o sistema em operação.

(Fonte: G1 – Zona da Mata)

Related posts
Notícias

Câmara conclui votação de projeto que cria nova Lei de Licitações

Texto tramitava em regime de urgência desde março e agora segue para o Senado. Projeto estabelece…
Read more
Notícias

Amepi faz licitação para contratação de médico veterinário

Profissional irá trabalhar no castramóvel A Associação dos Municípios da Microrregião do…
Read more
Notícias

Vencedora da licitação para gerir consignados será conhecida dia 23

Sessão pública aconteceu na sexta-feira da semana passada Há quase três meses sem acessos aos…
Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *